Regras e vantagens para utilizar o controle de ponto remoto.

Em 2020, muitas empresas descobriram um novo modo de gerenciar as suas operações. Até mesmo instituições que nunca cogitaram a possibilidade, começaram a trabalhar em home office. 

Junto com esta nova realidade, surgiu uma nova dúvida: como fazer o controle de ponto remoto?

Desde a Reforma Trabalhista de 2017, a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) determina que as regras de controle de jornada não se aplicam ao trabalho remoto. 

Assim, de acordo com a lei, os colaboradores que não trabalham presencialmente são dispensados de fazer o controle de ponto remoto.

Contudo, não há nenhuma restrição para as empresas que desejarem fazer. Além disso, vale lembrar que o fato de não ser obrigatório não isenta a empresa das principais causas de processos trabalhistas. 

Como a gestão de jornada pode ser utilizada como um documento de comprovação legal em situações adversas, é bom ficar atento.

Vamos ver algumas dicas e vantagens de fazer o controle de ponto remoto dos colaboradores? Continue lendo!

Como Fazer o Controle de Ponto Remoto?

O jeito mais fácil de realizar o controle de ponto remoto é utilizar um ponto eletrônico, que permite que o colaborador registre o ponto de onde estiver. O sistema também mantém todos os dados atualizados e armazenados para o RH e/ou gestor acompanharem de perto a jornada dos colaboradores. 

Dessa forma,  cada colaborador consegue fazer o registro de ponto pelo computador, celular ou tablet, sem a necessidade de um equipamento específico. Essa forma de registro  permite que o funcionário anexe atestados, solicite abono e ajustes, tudo direto pela plataforma.

A pessoa responsável pelo controle de ponto remoto só precisa aprovar as solicitações feitas pelos colaboradores. É possível configurar intervalos, turnos, feriados, férias, que tudo já será considerado no cálculo final, facilitando o fechamento de ponto e criação da folha de pagamento no final do mês.

Quais as Vantagens de Fazer o  Controle de Ponto Remoto?

Atualização dos Dados em Tempo Real

Os dados dos sistemas de ponto eletrônico atualizam assim que o colaborador chega a um local com internet. 

Assim, o RH ou o gestor conseguem acompanhar relatórios de jornada, banco de horas e horas extras, escalas, auditoria, atrasos, absenteísmo e muito mais.

Deste modo, é possível cruzar as informações de entrega com horas trabalhadas para acompanhar a performance  e identificar possíveis sobrecargas da equipe, por exemplo. 

Mesmo a distância, o RH consegue agir rapidamente e baseado em dados.

Segurança das Informações

Os dados coletados ajudam a empresa a assegurar se o combinado está sendo realizado. A cada registro consta, além do horário, a localização do colaborador com base na geolocalização do aparelho. Alguns métodos permitem solicitar, também, uma confirmação fotográfica.

Alinhamento e Transparência

O sistema de controle de ponto remoto permite que tanto colaborador quanto empresa acompanhem as informações da jornada. 

Existe, ainda, a possibilidade da empresa solicitar que o colaborador assine o ponto eletronicamente pelo sistema utilizado. Isso garante que o funcionário está ciente da carga que será considerada no mês em questão.

Economia

Quando a empresa identifica quando um colaborador está com banco de horas, abre a possibilidade de negociar as folgas, para que não seja necessário pagar essas horas no fechamento.

Além disso, na hora de comprar os benefícios, é possível calcular rapidamente quanto realmente é necessário comprar para o próximo mês, levando em consideração o que ficou pendente de um dia não trabalhado e feriados.

mais de 15000 clientes utilizam os nossas soluções

Conheça alguns de nossos clientes